quinta-feira, 7 de setembro de 2017

Sessão Pipoca

A Torre Negra


Esse é o primeiro Sessão Pipoca que eu escrevo sem ter certeza se gostei do filme em questão ou não.
Mas vamos começar do ínicio. 
Sempre babei nos livros da série A Torre Negra nas livrarias e sempre tive muita vontade de ler os livros. Quando descobri que a série ia virar filme, fiquei mega feliz e comecei a ler O Pistoleiro. 
Mas ai...
O livro parece já começar do meio, a impressão que tive foi que o Stephen King esperava que o leitor entendesse todo o universo criado por ele sem nenhuma explicação prévia. Isso fez com que eu tivesse a impressão de que a história não ia para lugar nenhum. Decidi abandonar o livro e assistir o filme sem ler os livros mesmo. A minha intenção é ler a série em um outro momento.
Eu já tinha a informação prévia de que o filme não se passa no primeiro livro. E, sendo bem honesta, acho que o filme explica muito melhor sobre o que de fato é A Torre Negra que dá título a série do que as poucas página que eu li de O Pistoleiro. Mas, mesmo assim, continuei com a impressão de que a história não foi para lugar nenhum.
Vamos deixar uma coisa bem clara aos fãs do Stephen King: eu li O Iluminado e amei! Tenho outros livros dele para ler. Mas não sei o que fazer com a série A Torre Negra. Achei que ia sair do cinema louca para fazer uma segunda tentativa de ler a série. A verdade é que eu saí do cinema com a impressão de que o filme não fez a menor diferença na minha vida.
Na história de A Torre Negra existem vários mundos além da Terra e, no centro de todos eles, está a Torre Negra. É ela que protege esses mundos de criaturas das trevas. Walter O´Dim, um feiticeiro conhecido como Homem de Preto quer destruir a torre e liberar as trevas no mundo e o único que pode impedi-lo é Roland Deschain, o último Pistoleiro.
Entendam, o filme tem aspectos positivos como, por exemplo, os dois atores escalados como Pistoleiro e Homem de Preto, Idris Elba e Matthew McConaughey respectivamente. Os dois são excelentes atores e conseguem tirar leite de pedra durante os 95 minutos de filme. Os efeitos especiais também são excelentes (embora eu não entenda nada disso) e a trilha sonora é maravilhosa. Basicamente, o filme tem o problema mais grave que um filme pode ter e que faz com que ele receba críticas negativas: o roteiro é fraco. Muito fraco!
O universo que o Stephen King criou na série A Torre Negra é extremamente interessante e isso fica claro no filme. O único problema é que o filme virou um esconde-esconde de noventa minutos entre dois marmanjos. Está certo que essa perseguição entre o Pistoleiro e o Homem de Preto aparece nos livros, mas o filme poderia ter abordado outros pontos do universo da série que não fosse só a perseguição. Isso tornou o filme cansativo e fez com que eu prestasse atenção em coisas como a postura extremamente elegante do Homem de Preto. 
Quando coisas como essa prendem mais sua atenção do que o enredo do filme, é sinal de que tem alguma coisa muito errada.


Porque assisti esse filme: porque é baseado em livros do Stephen King e era uma história que eu queria muito conhecer.
Diretor:  Nikolaj Arcel
Gênero: Ação, Aventura
Duração: 95 min.
Distribuidor: Sony Pictures
Classificação indicativa: 12 anos
Correspondeu as minhas expectativas? Não sei. Está mais para não do que para sim.
Uma cena: O Pistoleiro experimentando Coca-cola.
Personagem preferido: é errado gostar do vilão? Porque eu acho que gostei do Homem de Preto.
Recomendo o filme? Prefiro não responder sim ou não. Vá ao cinema, assista e tire suas próprias conclusões.
Dicas para quem for assitir:
- Acabei abandonando o primeiro livro mas, talvez, a história faça um pouco mais sentido para você se ler os livros antes de ver o filme.
- Lembra-se: O filme se passa a partir do quarto livro da série.
- Não preste atenção na postura elegante do Homem de Preto se não isso vai te distrair.

Nenhum comentário:

Postar um comentário